Blog do Umpierre


Imbatível na sua faixa de preço

Para quem gosta de vinhos estilo velho mundo e para quem gosta de bons vinhos de qualquer estilo, por um preço justo, não pode deixar de degustar o Alto das Figueiras 2011, um Merlot digno dos melhores exemplares nacionais.

Produzido com uvas cultivadas na Serra do Sudeste, a 500 metros de altitude do nível do mar, em Encruzilhada do Sul e vinificado na própria vinícola, o Alto das Figueiras é um vinho de muita qualidade! Apresenta uma coloração rubi intransponível, possui aromas intensos de baunilha, café e especiarias, na boca é sedoso e saboroso, possui um toque de carvalho bem integrado, boa acidez  e retrogosto persistente. Sua graduação alcóolica é de 12.5% .

O Alto das Figueiras Merlot 2011 é praticamente um vinho de garagem, foram produzidas apenas 4 mil garrafas. Seu criador é Antonio Czarnobay, um dos enólogos mais experientes da vitivinicultura nacional e  proprietário da Bodega Czarnobay.

Este vinho eu recomendo sem medo de errar. Na sua faixa de preço(49 reais) é imbatível !



Escrito por Umpierre às 08h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Um encontro marcado com os grandes nomes do vinho português

Em outubro, estaremos embarcando com destino a Portugal, para um fantástico tour de vinhos, pelas regiões mais famosas e tradicionais do cenário da vitivinicultura portuguesa. Lá nos aguardam grandes personalidades, magníficas paisagens, lugares históricos, vinhos e vinícolas reconhecidas no mundo inteiro.

Nossa primeira visita será na centenária Ramos Pinto, localizada no município de Vila Nova de Gaia, localizado na margem sul da foz do rio Douro, uma das mais tradicionais produtoras do famoso vinho do Porto.

Depois seguiremos para o Alto Douro, onde nos aguarda Cristiano Van Zeller, da Quinta do Vale Dona Maria, um dos mais renomados enólogos do Douro e produtor de vinhos fantásticos, reconhecidos  em todo o mundo.

Ainda no Alto Douro, visitaremos a famosa Quinta do Vale Meão e ouviremos atentamente, sobre a vida e a obra de Dona Antonia Adelaide Ferreira, uma grande empresária do século XIX, também conhecida por "Ferreirinha", cuja história se confunde, com a história do vinho português. Na sequência vamos conhecer as instalações e os vinhos da moderna Duórum.

No gran finale desta etapa, a grande atração será o ícone Barca Velha. Vamos conhecer a história deste grande vinho, em todos os seus detalhes  e curtir cada segundo de sua degustação.

A próxima parada será na Bairrada, terra dos vinhos tradicionais, leitões e outras delícias. Nesta região nos esperam o grande Luis Pato, o homem que revolucionou a vitivinicultura de Portugal, utilizando uvas autóctones, e sua filha Felipa Pato, uma das enólgas mais influentes do País, que tem a sua própria produção, cujo slogan é "Vinhos sem Maquilhagem", pois não aplica nenhum tipo de aditivo para que se estabilize, nem os vinhedos são tratados com agrotóxicos.

Ainda na Bairrada, participaremos de uma grande degustação, com Oswaldo Amado, enólogo chefe do grupo Dão Sul.

No Alentejo, o ponto alto será uma visita especial à Fundação Eugênio de Almeida, para conhecer o icone alentejano, Pera Manca, um dos símbolos da enologia portuguesa.

Na região de Estremoz, também chamada de "o novo Alentejo", vamos ver de perto o trabalho de João Portugal Ramos e degustar seus belos vinhos.   

Não tenho dúvidas que vamos vivenciar momentos inesquecíveis, daqueles  "para se guardar na memória, na adega e no coração".



Escrito por Umpierre às 19h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 BLOG DO UMPIERRE-NOVA VERSÃO